2009/06/29

À tanto tempo...



À tanto tempo,
perdíamo-nos de amor...
O mundo parava,
O coração palpitava...
A vida tinha outra cor!

À tanto tempo
O amor era louco...
A vida sorria,
aoa sonho crescia...
Muito, parecia pouco!

À tanto tempo,
Pensávamos unidos
Construír uma vida,
Fazê-la florida...
Mas fomos traídos!

Amores perfeitos,
Ilusões perdidas,
Sonhos desfeitos,
Nas nossas vidas...

4 carinhos:

KOTTA disse...

À tanto tempo, que teu nada lia hoje ao visitar o teu cantinho tive uma alegria. Mando-te um beijinho pela surpresa.Parabéns.

Milésimo disse...

Este poema biografico está muito bem construido.
Continua que faz bem à saude.

Bjs

sonhos/pesadelos disse...

nem sei bem como comentar este,apenas digo que está lindo.
bjs endiabrados

Gabriel disse...

Nunca te disseram
Que das ilusões perdidas
Nascem as flores mais floridas
Que os dedos de Deus fizeram?

Acaso não reparaste
Que o Tempo não apaga
A chama do Amor que afaga
Este Amor que alimentaste?

Fica certa,minha querida
Que nada o Tempo levou
Nem a traição apagou
A história da nossa vida

Um beijo...

 
© 2009 *By Bela sem Alma*